10.12.07

poema-desabafo repleto de caralhos

Poeta, não me leve a mal
mas essa gente careta e covarde
não merece.

Piedade é o caralho!
Filminho amador é o caralho!
Mercado de trabalho é o caralho!
Aposentadoria é o caralho!
Televisão é o caralho!
Mornidão é o caralho!

Never more neles:
Só os veremos "uma vez".

2 Comentários:

Blogger Maricotinha disse...

Meu amigo!!!!

Sabe, até que essas más influências tornaram-se boas em demasia! rs.
Ah ,se todas as más influências fossem assim...todo mundo viveria FELIZÃO e sempre teria uma amiga de cabelos loiros e olhos verdes com a risada mais alegre do mundo.


Infelizmente já passei dos 14 há poucos aninhos-ah...se o tempo voltasse. Talvez, ainda dê pra aprender alguma coisa!

Quanto à idéia do café, entramos em sincronia, meu caro, pois foi brilhante!!!

Sim, o poeta que NOS perdoe, pois concordo plenamente com você.
Um tapa sem luva!

Abraços da amiga, Maricota-felizona!

12 de dezembro de 2007 18:55  
Blogger Francisco Fuchs disse...

Que bom ver você por aqui, Dona Maricotinha!

Quanto ao que você deixou de aprender... Quer saber? Tenho a impressão de que aquilo é coisa do "meu tempo": tal como morar na rua. Hoje em dia as coisas estão bem diferentes e as estratégias têm que ser renovadas. Uma coisa é certa: sempre existe uma saída (uma linha de fuga); ainda que ela não exista de antemão e precise ser inventada e reinventada todo o tempo.

Agora, cá entre nós: só não acha uma saída quem não queria achar saída nenhuma. Nesses casos, piedade zero...

E viva a arte, o pôquer online, as garrafas de café e sabe-se lá o que mais! =)

Um grande beijo do amigo Chico!

13 de dezembro de 2007 09:10  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

eXTReMe Tracker