14.4.08

charada em duas partes

1. Negação:

Não há ser.

2. Afirmação:

O único ser é a repetição.

Você não "é". Você se torna e destorna, retorna...
Esse vento no rosto, é o vento da liberdade.
Uma rajada. Depois fica mais forte.

3 Comentários:

Blogger Júlia Moura Lopes disse...

pois fica.

eu adoro o vento na cara. resfresca as ideias e renova-as. Depois, ouvir o vento também faz bem

14 de abril de 2008 19:05  
Blogger Combustão Espontânea disse...

Ah, Chico!

Maravilha!

"E não há coluna no mundo que sustente ninguém que é!"

Ilusão mesmo achar que 'ser' é sustentável.

Neguemos o ser e afirmemos a repetição!

Meu beijo. =.)

Joice.

15 de abril de 2008 19:22  
Anonymous chicofux disse...

Júlia e Joice, presenças que se repetem aqui (e, no caso da Joice, também acolá). E viva a repetição viva! =)

15 de abril de 2008 20:23  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

eXTReMe Tracker