19.11.13

Um doce para quem adivinhar

Um ser humano pode renunciar à descendência (ou achar-se incapacitado para deixar descendentes) sem maiores dramas. Sua possível contribuição para a evolução do homem (e da vida em geral) não está limitada à perpetuação de seus genes. Mesmo sem reproduzir-se, ele pode deixar o mundo melhor ou mais rico do que antes. Ele pode fazer arte, ciência, filosofia; ele pode gerar riquezas que permitam que outros façam arte, ciência, filosofia; ele pode, fazendo seja lá o que for, dar uma contribuição para o esforço comum; e, last but not least, ele pode educar outro ser humano, ajudando a criar um criador.

No entanto, a exceção não poderia estabelecer-se como regra. Um ser humano pode abrir mão da reprodução biológica sem qualquer problema; e dado o tamanho atual da população humana, muitos poderiam fazer o mesmo sem maiores problemas. Mas é claro que, se todos os humanos resolvessem fazer o mesmo, a espécie humana inteira estaria extinta em apenas uma geração. Talvez seja por isso que os seres humanos, ou ao menos a grossa maioria deles, percebam a reprodução como um imperativo categórico.

Mas as plantas e os animais não-humanos sequer podem considerar a hipótese de uma escolha. Na maioria dos casos (as poucas exceções dizem respeito à transmissão de comportamentos aprendidos), eles não podem dar nenhuma contribuição às suas respectivas espécies senão reproduzindo-se e perpetuando seus genes. A geração de descendentes não apenas garante a conservação da espécie, mas ajuda a aumentar as possibilidades de uma especiação, ou seja, de um salto evolutivo qualquer. Por fim, para quem não adota essa visão e compartilha (não é o meu caso) o ponto de vista de Richard Dawkins sobre o "gene egoísta", a questão se torna ainda mais séria, mortalmente séria: para um ser vivo qualquer, deixar de reproduzir-se equivale a um fracasso absoluto.

Tudo isso é (ou ao menos me parece) tão óbvio que nem mereceria uma nota. Mas quem adivinhar para onde estou me encaminhando com esta postagem (e a anterior) ganhará um doce de abóbora com coco. Promoção válida por 24 horas.


1 Comentários:

Blogger virgínia além mar vicamf disse...

uma satisfação ler-te amigo, abraço

16 de março de 2014 22:49  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

eXTReMe Tracker